escreve sobre bibliotecas... reflexões | dicas | debates | notícias | histórias | + reflexões... os serviços web e as bibliotecas :: o leitor e o utilizador :: o bibliotecário e o webmaster :: as tic e os técnicos de biblioteca :: a interoperabilid
.posts recentes

. alguns dos meus últimos t...

. International Literacy Da...

. apenas uma conversa... fi...

. Conversas sobre o futuro ...

. Bibliotecas para a Vida

. EdubitsUA 09 - A Bibliote...

. M-Libraries: algumas reco...

. 10º Congresso da BAD... a...

. A construção da rede e a ...

. Em jeito de adenda de act...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

Sexta-feira, 25 de Agosto de 2006
leitor... e dormem mil gestos nos meus dedos!
Sugestão feita ao rato de biblioteca de alguém que mesmo em férias não se esquece do mundo dos livros... «São esculturas e telas ... tudo alusivo à promoção da leitura... através dos dedinhos mágicos que se assemelham a pequenos meninos... alguns irrequietos outros mais sossegados!» São as pedras de leitor.
tags:


Terça-feira, 22 de Agosto de 2006
Apelo dos bibliotecários libaneses
O estado de guerra no médio-oriente é permanente e o cessar-fogo entre as Forças de Defesa de Israel e o Hezbollah está ameaçado. Os anos de guerras infindáveis no Líbano destroem vidas inocentes e causam danos sociais profundos. Num país em guerra as bibliotecas sofrem com a destruição que as armas provocam. No Líbano já fecharam mais de 30 bibliotecas desde o início do conflito armado com Israel a 12 de Julho. Os bibliotecários libaneses tentam marcar a sua posição apelando aos congressistas que estão neste momento reunidos no congresso IFLA Seoul 2006.
«Liste des 30 bibliothèques fermées: Aabra, Aachqout, Aaramoun, Aayn Aata, Aayn Baal, Aaytat, Aaytit, Al-Abbassiya, Al-Qaa, Baadarane, Babliyé, Barja, Barr Elias, Beyrouth-Bachoura, Beyrouth-Rmeil, Bint Jbeil, Choueyfat, Haret Hreik-Michel Nabaa, Haret Hreik-Municipalité, Jbaa, Nabatiyeh, Nabi Osman, Qabb Elias, Saadnayel, Saida-Centre Maarouf Saad, Saida-Mosquée Osseiran, Saida-Municipalité, Tripoli-Rue Thaqafa, Tyr, Zawter Al-Charqiyya.»



Quinta-feira, 17 de Agosto de 2006
de referência...
"no matter how mundane or absurd"
(...) o importante é contar as estórias reais num balcão de referência de uma biblioteca do «
Midwestern» nos Estados Unidos. "Reference Librarianship" parece ser um livro bem terra a terra, que com a perspectiva educativa e de entretenimento dá a conhecer a realidade do trabalho de referência numa biblioteca pública, realçando as mudanças que as TIC provocaram nos serviços de referência e nas expectativas dos utilizadores.
Aqui no Rato de Biblioteca houve já um debate interessante sobre o trabalho de referência quando foi dado destaque ao livro "
The Reference Collection: from the shelf to the web", que reflecte sobre o modo como a Internet se transformou no primeiro recurso ao qual os utilizadores de bibliotecas recorrem como material de referência. Seria igualmente interessante, a propósito do "Reference Librarianship", escutar outras histórias e interrogações das bibliotecas portuguesas e não só...



Segunda-feira, 7 de Agosto de 2006
6 de Agosto... o dia da sua primeira página...
Foi à quinze anos que o "inventor do World Wide Web" fez a sua primeira página! (...) vale a pena pensar nisto.
"O primeiro website (sítio) que Berners-Lee construiu (e a sua primeira página) foi em
info.cern.ch (que foi arquivada) e foi colocada online em 6 de agosto de 1991. Oferecia uma explicação sobre o que a World Wide Web era, como alguém poderia criar um navegador, como instalar e configurar um servidor web, e assim por diante. Foi também o primeiro directório online do mundo, já que Berners-Lee depois fez uma lista de outras páginas de Internet que existiam na época". (in wikipedia)

tags:


.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds