escreve sobre bibliotecas... reflexões | dicas | debates | notícias | histórias | + reflexões... os serviços web e as bibliotecas :: o leitor e o utilizador :: o bibliotecário e o webmaster :: as tic e os técnicos de biblioteca :: a interoperabilid
.posts recentes

. alguns dos meus últimos t...

. International Literacy Da...

. apenas uma conversa... fi...

. Conversas sobre o futuro ...

. Bibliotecas para a Vida

. EdubitsUA 09 - A Bibliote...

. M-Libraries: algumas reco...

. 10º Congresso da BAD... a...

. A construção da rede e a ...

. Em jeito de adenda de act...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

Terça-feira, 27 de Março de 2007
em congresso
Em congresso... com "atitude pró-activa, aberta e plural".
Retomando post... «Os congressos BAD são momentos muito importantes para as bibliotecas e arquivos em Portugal e particularmente para os seus profissionais. Enquanto espaço de encontro é momento privilegiado de partilha de saberes e de procura de novas ideias e projectos, funcionando para alguns como tónico de mais dinamismo no seu serviço. Por outro lado, enquanto espaço de reflexão tem que funcionar como um marco no tempo, porque as temáticas dos congressos são antes de mais o reflexo das preocupações e desafios do nosso sector profissional.»



Segunda-feira, 19 de Março de 2007
Oportunidades...
Decorre durante este ano, nas bibliotecas que utilizam o sistema integrado de gestão de bibliotecas ALEPH 500 da Ex Libris Group, o upgrade da versão 15.2 para a 18.
Mais do que uma actualização de software, upgrade significativos devem implicar melhorias nos serviços prestados, nos procedimentos do staff e nos mecanismos de comunicação. Realizações como esta, poderão significar para a vida das instituições momentos para repensar funções, reestruturar serviços e consequentemente provocar dinamismos de promoção dos serviços e motivação dos colaboradores.



Quinta-feira, 15 de Março de 2007
Serviços de referência na era digital... sugestão
Uma sugestão que parece bem interessante para quem pensa e faz o serviço de referência nas bibliotecas e centros de informação e documentação. Um contributo para preparar os serviços de referência e apoio aos utilizadores na "era digital", porque... "Libraries need to develop standards by which they can assess their individual performances in a larger context, and Assessing Reference and User Services in a Digital Age makes significant contributions to this ongoing discussion."
Assessing Reference and User Services in a Digital Age / Edited by Eric Novotny, Humanities Librarian, Pennsylvania State University, University Park



Terça-feira, 13 de Março de 2007
novos caminhos de santiago nos cadernos bad...
Da leitura dos primeiros artigos do último número do cadernos bad ficam para mim presentes as seguintes ideias...
1ª) Adriano Moreira chama a atenção para uma tarefa, a de Bolonha, que "não pode ser levada a cabo com pressas, exige sim um desempenho sem perdas de tempo". (...) "A primeira revisão exigível não é a dos tempos de formação nos clautros, é a avaliação de competências a reformular ou inovar para responder a uma comunidade que se alarga do Atlántico aos Urais, cortando os ramos secos, pondo as designações de acordo com os conteúdos e, sobretudo, preparando a resposta ao embate da inevitável hierarquização qualitativa dos elementos do sistema em gestação, anunciadora de prováveis novos Caminhos de Santiago."
2ª) No contributo da Universidade Fernando Pessoa, Judite A. Gonçalves de Freitas, afirma com sagacidade "que o processo de Bolonha, na conjuntura actual, acabou por consumar o inevitável: conquistou os indecisos e demoveu os resistentes".
3ª) Olhando já concretamente o processo de adaptação de Bolonha aos cursos de ciências de informação, Fernanda Ribeiro, fala da necessidade de olhar além fronteiras para encontrar as respostas às interrogações da UPorto - "Não havendo, no espaço português do ensino superior, qualquer possibilidade de participar num forum de discusão na área BAD (ou, no nosso entendimento, da Ciência da Informação), a preocupação da UP foi a de acompanhar os desenvolvimentos internacionais e de procurar, de alguma forma, contribuir para a discussão em torno do curriculum europeu, designadamente chamando a atenção para o facto de, na área designada por LIS (Library and Information Science), não estarem suficientemente representadas as especificidades da Arquivística, no que ela tem de disciplina aplicada do campo da Ciência da Informação".



Segunda-feira, 12 de Março de 2007
Estranha falta de comparência nos cadernos bad
Foi publicada mais uma edição cadernos bad, desta vez dedicada exclusivamente ao modo como os cursos de ensino superior na área de informação e documentação integraram o processo de Bolonha. As escolas representadas são várias, o tipo de abordagem também varia, mas conseguir congregar numa publicação os contributos de quem pensa e faz o ensino superior das ciências documentais, da informação e da documentação é logo à partida um mérito. O meu primeiro comentário refere-se à ausência de colaboração de algumas importantes instituições. Se foram critérios editoriais que excluíram esses contributos, a minha critica dirige-se ao conselho editorial dos cadernos e não aos responsáveis dos cursos. É para mim muito estranho não encontrar referência à Licenciatura "Ciência da Informação Arquivística e Biblioteconómica" da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e à Licenciatura "Documentação e Arquivística" da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (Universidade e Aveiro). Manifesto estranheza face ao curso da Univ. de Aveiro porque não representa a atitude de abertura e vanguarda da comunicação da UA, e face ao curso da FL de Coimbra, porque é uma Universidade que tem responsabilidades na formação dos profissionais de biblioteca e arquivo em Portugal e não pode deixar de participar activamente neste tipo de trabalhos. Quem explica estas faltas de comparência?!



.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds