escreve sobre bibliotecas... reflexões | dicas | debates | notícias | histórias | + reflexões... os serviços web e as bibliotecas :: o leitor e o utilizador :: o bibliotecário e o webmaster :: as tic e os técnicos de biblioteca :: a interoperabilid
.posts recentes

. alguns dos meus últimos t...

. International Literacy Da...

. apenas uma conversa... fi...

. Conversas sobre o futuro ...

. Bibliotecas para a Vida

. EdubitsUA 09 - A Bibliote...

. M-Libraries: algumas reco...

. 10º Congresso da BAD... a...

. A construção da rede e a ...

. Em jeito de adenda de act...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

Segunda-feira, 30 de Abril de 2007
Web 2.0 na Ciência da Informação
Web 2.0 na Ciência da Informação
29 de Maio de 2007
ESEIG - Vila do Conde - Portugal
Depois do painel no 9º congresso da bad, sobre weblogs no domínio das ciências de informação, os blogs serão novamente temática para debate.



Segunda-feira, 23 de Abril de 2007
o dia...




Quarta-feira, 11 de Abril de 2007
Actualizações bibliográficas
O rato de biblioteca teve conhecimento, pelo próprio autor, da apresentação do livro "Introdução à preservação digital: conceitos, estratégias e actuais consensos". O livro foi apresentado já no fim do ano passado e parece-me ser um excelente contributo para a formação de estudantes das ciências da informação e profissionais das áreas de preservação do património, arquivo e bibliotecas. Para mais, é uma obra publicada em "livre acesso", pelo que pode ser consultada no repositorium. "Esta publicação tem como objectivo descrever e contextualizar as principais iniciativas que visam solucionar o problema da obsolescência tecnológica que ameaça o acesso continuado ao património intelectual, científico, histórico e artístico actualmente produzido em formatos digitais".
Aproveito a referência a este livro, para destacar aqui no rato outro trabalho de excelente qualidade e já devidamente apresentado noutros espaços, nomeadamente no
congresso da BAD - "A Informação: da compreensão do fenómeno e construção do objecto científico", da autoria de Armando Malheiro da Silva.



Segunda-feira, 2 de Abril de 2007
9 reflexões do 9º congresso
Nove breves reflexões em jeito de conclusão... depois de três dias em congresso BAD
:: I :: espaço de encontro ::
Mais do que estar com colegas de trabalho, com quem partilhamos as aventuras e desventuras do quotidiano da biblioteca, o espaço de encontro que proporciona o congresso é momento para rever colegas de outras paragens – académicas e profissionais, conhecer novos rostos e com eles partilhar ideias, cultivar relações e aproximar visões. Enfim, espaço de encontro onde invisto no olhar do outro para me tornar mais completo pessoal e profissionalmente.
:: II :: antes de mais uma paixão ::
É pelo sonho que vamos... é mais que notório que as bibliotecas precisam de desempenhos profissionais de excelência para as dotar da valorização devida. Mas em congresso vemos reforçada a ideia de que a paixão pelo mundo da informação e do conhecimento é o pilar fundamental das “coisas boas” que se fazem e pensam. Em comunicações, intervenções e conversas sente-se a paixão de muitos profissionais e isso é revigorante.
:: III :: carregar as baterias da motivação ::
Em congresso “vemos, ouvimos e lemos, não podemos ignorar”, congregamos vontades, partilhamos ideias... funcionando para mim como momento de recarregar baterias, procurar mais dinamismo e gerar mais desafios.
:: IV :: espaço de reflexão ::
O congresso como espaço de reflexão é frenético. Nem sempre conseguimos ouvir tudo o que queremos, os espaços de debate disponibilizados depois das comunicações são limitados, e poucos se disponibilizam a perguntar, completar ou debater, mas ficam dois/três temas que resultaram muito bem, o painel dos blogs – verdadeiro espaço de reflexão conjunta, e a cima de tudo, as reflexões nos corredores, as conversas, avaliações e comentários em almoços e jantares.
:: V :: comunicações ::
As comunicações integradas nos diferentes temas do congresso não tiveram um nível qualitativo igual. Foram até algumas as que revelaram pouca solidez científica, desarticulação com a realidade e superficialidade na abordagem, surpreendendo-me a ausência de debate e questões nas circunstâncias em que tais foram apresentadas. No entanto, o que trago do congresso como marca significativa são os trabalhos e apresentações de qualidade. Comunicações com: bases teóricas bem fundamentadas e documentadas, análises que revelam competências científicas, estudo aprofundado de bibliografia de referência, contributos de profissionais de outros países, avaliações cuidadas dos serviços, e testemunhos de um gosto enorme pelo mundo das bibliotecas, arquivos e informação.
:: VI :: blogueiros, bloguers e weblogs ::
Parti ao encontro da aventura neste congresso – participar num painel, para reflectir sobre os “weblogs no domínio das ciências da informação”, em conjunto com outros com quem apenas partilhava espaço opinativo na web. A aventura foi um sucesso... o momento de reflexão sobre esta ferramenta de comunicação foi muito participado, em número de pessoas, intervenções e contributos para a reflexão, e aproximou pessoas que claramente olham o nosso meio profissional de um modo aberto e plural, ousando participar na sua construção.
:: VII :: um desabafo ::
Não compreendo, não aceito e considero repugnáveis as atitudes de absentismo de alguns profissionais, que com despesas pagas pelos serviços, total ou parcialmente, não se sentem obrigados a marcar presença em todos os espaços de trabalho ou a fazer ouvir mais a sua voz. Não me lamento por ter suportado a totalidade das despesas da minha participação no congresso, mas lamento organismos que suportam profissionais que pouco contribuem para a qualidade do congresso.
:: VIII :: reforço do associativismo ::
A realização de um congresso desta envergadura é claramente um momento de reforço do associativismo BAD. Ouvi durante os três dias de encontro criticas e elogios à nossa associação profissional. Sou sócio da bad porque acredito no associativismo como motor de uma cidadania activa, e agradeço a quem se tem dedicado à valorização e qualificação da nossa profissão, assumindo que procurarei mudar da lógica de sócio consumidor para a de participante na vida associativa, porque só assim fará sentido a minha critica.
:: IX :: maior visibilidade ::
Este congresso parece-me ter sido uma oportunidade perdida de valorização e visibilidade dos profissionais bad junto da opinião pública. Não se percebe a existência de estratégias de comunicação com entidades externas, particularmente com a comunicação social, no sentido de dar maior visibilidade às reflexões e experiências apresentadas no congresso. Foram muitas as “boas práticas” apresentadas e que podem ser divulgadas numa estratégia de comunicação incisiva e apelativa, que cative pela singularidade e originalidade. Realizações em bibliotecas públicas, projectos digitais inovadores, práticas de administração pública de excelência... nada disto merece notas para a imprensa ou trabalho prévio de divulgação junto de agências de notícias? E as conclusões? Não se pode acabar um congresso dizendo que “enviaremos as conclusões a todos os associados”. Percebo que um trabalho mais apurado das conclusões de todos os temas e painéis seja demorado e que um documento mais alargado e completo seja enviado posteriormente, mas não se pode deixar de procurar indicar as principais linhas de rumo que traduzam a temática proposta – bibliotecas e arquivos: informação para a cidadania, o desenvolvimento e a inovação.



.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds