escreve sobre bibliotecas... reflexões | dicas | debates | notícias | histórias | + reflexões... os serviços web e as bibliotecas :: o leitor e o utilizador :: o bibliotecário e o webmaster :: as tic e os técnicos de biblioteca :: a interoperabilid
.posts recentes

. alguns dos meus últimos t...

. International Literacy Da...

. apenas uma conversa... fi...

. Conversas sobre o futuro ...

. Bibliotecas para a Vida

. EdubitsUA 09 - A Bibliote...

. M-Libraries: algumas reco...

. 10º Congresso da BAD... a...

. A construção da rede e a ...

. Em jeito de adenda de act...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007
Bolonha: um novo desafio para as bibliotecas do ensino superior
Já perto do final de uma sessão de formação que o rato de biblioteca assiste na reitoria da Universidade do Porto, designada – Bolonha: um novo desafio para as bibliotecas do ensino superior, fica a sensação de que esta (a tal badalada Bolonha) é mais uma oportunidade de maior aproximação da biblioteca aos seus públicos. Conceitos e palavras-chave como: novo paradigma, novas competências, centro de recursos, novos papéis, literacia da informação… são o mote para percebermos que as bibliotecas, no contexto das instituições de ensino superior, têm que se assumir como uma mais valia nos processos de ensino e aprendizagem – fazer a diferença.
Porque tornar uma biblioteca inactiva é tão fácil como fazer
shut down.



Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007
uma apresentação útil do open access
Voltar, neste blog, ao tema do open access gera no rato de biblioteca um sentimento de regresso a casa, de regresso às origens...
E regressa a esta temática porque Stevan Harnad disponibilizou em
http://users.ecs.soton.ac.uk/harnad/Temp/liege22.mov um filme muito útil para explicar: o porquê, o como, o onde e o quando do open access. A acompanhar a sua comunicação está um slide simples mas muito explícito sobre o acesso livre à literatura científica.
É uma apresentação, em jeito de promoção, que foi realizada para o
European Rectors' meeting on Open Access e que ocorreu no passado dia 18 na Universidade de Liége.


Sexta-feira, 19 de Outubro de 2007
Um olhar sobre a formação...
A formação contínua, com carácter de aprofundamento e actualização profissional, assume primordial importância para os profissionais da informação e documentação. A oferta nesta área é variada e realizada por diferentes instituições, de um modo mais permanente e abrangente pela BAD, associação que cumpre assim uma das suas funções, e de um modo mais irregular por diferentes organismos e instituições, da administração pública central, de universidades ou biblioteca públicas, bem como de outras associações profissionais. Pretendo com este post, sobre formação, destacar apenas um iniciativa em curso que encerra em si algumas valias que considero serem essenciais aos projectos de formação contínua e que fazem falta no panorama nacional.
O programa de acções de formação da
Biblioteca Virtual da Universidade do Porto, apresentado para o ano de 2007, foi algo que observei com particular interesse.
1º Para além da variedade, percebe-se que são formações que têm uma vertente prática significativa e que pretendem resolver problemas concretos do dia a dia de trabalho dos profissionais;
2º Sendo acções integradas numa comunidade profissional específica, percebe-se que algumas são formações "feitas à medida", coisa que não abunda na nossa área.
3º Sendo formações vocacionadas para os profissionais da UP, são também abertas a outros profissionais (as necessidades da UP serão concerteza partilhadas noutras universidades).
Destaco estes três factos, porque me parece muito importante as entidades empregadoras olharem a formação de um modo integrado. Por um lado, estar atendo ao que instituições especializadas na formação têm para oferecer, e por outro lado, pensar a formação à medida das suas necessidades com qualidade. Possivelmente, existirão outras instituições do género que têm programas semelhantes, mas este tem o mérito de ser apresentado de um modo aberto e estruturado - com divulgação.



Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007
A visão dos estudantes… pensar as bibliotecas
Seria interessante usar este vídeo como ponto de partida para uma reflexão sobre os desafios que se colocam actualmente às bibliotecas de ensino superior!
Quem sabe se funcionaria como excelente metodologia numa daquelas reuniões que se fazem nos serviços internos… onde tanto se quer fazer e tão pouco se pensa no que se deve fazer! Ler os sinais dos tempos... parar para pensar para agir melhor, despendendo as energias no que realmente significa valor acrescentado para as comunidades académicas.

</params>


Dia Internacional da Erradicação da Pobreza!




Terça-feira, 16 de Outubro de 2007
"Doce como o mel"... CLI em Beja
Acabei agora mesmo de ouvir no noticiário das 13h na Antena1 a notícia sobre a abertura do CLI - Centro do Livro Infantil na Biblioteca Municipal de Beja.
Tendo já sido inaugurado durante a nona edição das "Palavras Andarilhas" em Setembro, e já muito se ter destacado na
web sobre este evento, fiquei mais sensibilizado ouvindo a entrevista com Cristina Taquelim, coordenadora na Biblioteca Municipal de Beja. Entrevista esclarecedora sobre a função do centro e simultaneamente sobre a importância da literatura infantil na formação de novos leitores.
Este centro especializado em literatura infantil, que nasce a partir da biblioteca particular de Natércia Rocha, quer afirmar-se como um centro de estudos sobre o livro infantil e promoção da literatura infantil.
Da notícia retive duas ou três ideias (da entrevista com Cristina Taquelim) que serão de certeza razões para o sucesso deste centro... "não é possível formar leitores sem envolver os que interagem com a criança (pais e professores)" - ao que parece este é um dos propósitos do CLI; "para formar o leitor não basta fazer umas coisas no dia mundial do livro (...) formar leitores é um trabalho suado e sofrido" - e parece-me que criar um centro de estudos que possibilite a especialistas e investigadores matéria prima para desenvolver investigação na área é um excelente contributo para beneficiar o trabalho de todos os mediadores de leitura.



.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds